Sindicato

Notícias
A suspeita é de que entre 20 a 30 pessoas participaram dos ataques. Segundo a força, pelo menos dez carros foram utilizados na ação e algumas entradas da cidade foram fechadas pela quadrilha para evit
 
Como consequência de uma crise que se desenrola nos bastidores da Febraban há uma semana, o Banco do Brasil e a Caixa estão ameaçando sair da entidade criada em 1967 para representar o setor bancário — e da qual os dois bancos públicos estão entre os fundadores.

O motivo é um manifesto, capitaneado pela Fiesp, que deverá ser publicado nos jornais brasileiros nos próximos dias, assinado por cerca de cem entidades de classe dos setores financeiro e industrial.

Intitulada “A praça dos Três Poderes”, a declaração afirma que “as entidades da sociedade civil que assinam esse manifesto veem com grande preocupação a escalada de tensões e hostilidades entre as autoridades públicas”.

Mais: “O momento exige serenidade, diálogo, pacificação política, estabilidade institucional e, sobretudo, foco em ações e medidas urgentes e necessárias para que o Brasil supere a pandemia, volte a crescer, gerar empregos e assim reduzir as carências sociais que atingem amplos segmentos da população”

Durante os últimos dias, houve uma intensa troca de mensagens e telefonemas. Os dirigentes da Caixa e do BB tentaram que a Febraban não chancelasse o texto. Insistiram que o o.k. da entidade ao texto seria visto como uma manifestação política contra o governo Bolsonaro.

Em vão. Ontem, houve uma votação na entidade e foi aprovada a participação da Febraban. Entre os bancos que votaram a favor, Bradesco, Itaú, Credit Suisse, JP Morgan, BTG, Safra, Santander e muitos outros.

Tanto o ministro Paulo Guedes, quanto o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e Jair Bolsonaro estão acompanhando o imbroglio e apoiam a decisão de saída da Febraban. Guedes, a propósito, está irritado com a possibilidade da publicação do manifesto. Avalia que é uma crítica à política econômica.

Em resumo, assim que o manifesto sair nos jornais, a Caixa e o BB darão bye bye à Febraban.
_
Últimas Notícias
> Edital de convocação Assembleia geral extraordinária virtual
> Renda média dos trabalhadores brasileiros é a menor em 4 anos
> STF derruba restrições de acesso gratuito a justiça do trabalho
> Contec promove live nas redes sociais sobre o SAÚDE CAIXA
> Bancos lucram R$ 62 bi no 1º semestre, e rentabilidade volta a nível pré-Covid
> Transferências sucessivas ao longo do contrato garantem a bancário do HSBC recebimento de adicional
> Projeto de 14º salário a aposentados avança na Câmara e deve ir a plenário
> STF adia novamente julgamento sobre acesso à Justiça do Trabalho
> O banco digital Nubank registra primeiro lucro de sua história, R$ 76 milhões
> Os grandes bancos e suas tarifas abusivas
> Total de brasileiros com dívida sobe para 74% em setembro, diz CNC
> Total de brasileiros com dívida sobe para 74% em setembro, diz CNC
> Operações do Pix à noite terão limite de R$ 1 mil a partir de hoje
> Outubro Rosa: conheça os primeiros sintomas e como evitar o câncer de mama
> Bancos poderão bloquear recursos do Pix por 72 horas em caso de suspeita de fraude

THAIZ FERREIRA FERNANDES - BANCO DO BRASIL 26/10
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio