Sindicato

Notícias
Papa Francisco pede reforma econômica urgente e defende sindicalismo
 
O Papa Francisco enviou mensagem aos participantes da 109ª Conferência Internacional do Trabalho que se realiza, em Genebra. Por meio de um vídeo de 27 minutos, o pontífice defendeu a filiação sindical como forma de luta no combate aos desrespeitos aos direitos do trabalhador. Ele ainda reforçou ser “inaceitável” a violência contra as mulheres e pediu para que as pessoas evitem o consumismo cego na retomada pós-Covid.

O papa ainda destacou a importância da vida humana, já que “não existem pessoas “elimináveis”. No discurso, o religioso destacou a necessidade de se garantir os direitos fundamentais dos trabalhadores. “A adesão a um sindicato é um direito. A crise da Covid-19 já afetou os mais vulneráveis e eles não devem ser afetados negativamente por medidas a fim de acelerar uma retomada que se concentre unicamente nos indicadores econômicos”.

A mensagem do papa foi exibida em espanhol, língua natal do pontífice. O evento promovido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) reúne representantes de Governos, organizações de empresários e trabalhadores. “Esta conferência foi convocada num momento crucial da história social e econômica, que apresenta desafios sérios e abrangentes para o mundo inteiro. Nos últimos meses, a Organização Internacional do Trabalho, através de seus relatórios regulares realizou um trabalho louvável ao dedicar atenção especial a nossos irmãos e irmãs mais vulneráveis”, afirmou o Papa na durante o vídeo.

Ele ainda reforçou temas fundamentais como o desemprego entre jovens e o tráfico humano. Enumerou inclusive os danos causados pela “falta de medidas de proteção social diante do impacto da Covid-19”: aumento da pobreza, desemprego, subemprego, atraso na inserção dos jovens no mercado de trabalho, exploração infantil, tráfico de pessoas, insegurança alimentar, maior exposição a infecções para os doentes e idosos. “A diminuição do horário de trabalho nos últimos anos resultou tanto na perda de empregos quanto na redução da jornada de trabalho para aqueles que o mantiveram. Muitos serviços públicos, assim como muitas empresas, enfrentaram enormes dificuldades, algumas correndo o risco de falência total ou parcial. Em todo o mundo, vimos perdas de empregos sem precedentes em 2020”, afirmou.

Diretoria Executiva da CONTEC
_
Últimas Notícias
> EDITAL DE CONVOCAÇÃO - ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
> Túnel descoberto em prédio comercial terminaria na agência do Banco do Brasil em MG, diz polícia
> POLÍCIA MILITAR ISOLA PRÉDIO ONDE FOI DESCOBERTO TÚNEL DE PELO MENOS 40 METROS EM POÇOS DE CALDAS, MG
> Bancários de Palmares (PE) começam a ser vacinados
> Bancários são incluídos entre os grupos prioritários de vacinação contra covid-19
> #vacinaja
> Banco é condenado por dispensar funcionária com esclerose múltipla
> CASSI tem novo presidente
> Direito de sindicalização a empregados de sindicatos é constitucional
> Salário mínimo em maio deveria ter sido de R$ 5.351,11, diz Dieese
> Vacinação Bancários-covid-19
> Governo decidiu prorrogar auxílio emergencial até setembro
> Bancário do BB obtém adicional de periculosidade por trabalhar em prédio com combustível no subsolo
> Lucro do setor financeiro cresce durante a pandemia
> STF retira de pauta caso sobre revisão do FGTS com impacto de R$ 295,9 bi

ROBERTO FERNANDES JUNIOR - CAIXA ECONOMICA FEDERAL 24/07
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio