Sindicato

Notícias
Banco é condenado por dispensar funcionária com esclerose múltipla
 
Banco dispensou a funcionária, mas não demonstrou em juízo critério usado

A dispensa de funcionário com doença incurável configura discriminação. A 83ª Vara do Trabalho de São Paulo, assim, reverteu o caso de uma bancária, acometida por esclerose múltipla.

A doença da reclamante, além de não ter cura, é progressiva, demanda tratamento pela vida toda e pode incapacitar motora e cognitivamente seu portador. Para a magistrada Paula Becker Montibeller Job, isso é o bastante para que sejam fomentados estigma e preconceito.

Desse modo, a situação se adequa à Súmula 443 do TST. Ela afirma: “presume-se discriminatória a despedida de empregado portador do vírus HIV ou de outra doença grave que suscite estigma ou preconceito. Inválido o ato, o empregado tem direito à reintegração no emprego”.

Em sua defesa, a empresa afirmou que a possibilidade de discriminação era inviável, já que o diagnóstico da mulher havia sido feito havia nove anos, além de destacar que a empregada nunca passou por alterações em suas tarefas enquanto trabalhava sob o contrato. A relatora, no entanto, reafirmou que tais apontamentos não afastam, por si mesmos e sem prova dos critérios de rescisão contratual, a possibilidade de segregação.

A instituição financeira deve, então, pagar os salários aos quais a mulher teria direito caso não fosse desligada, e também verbas relacionadas a pedidos deferidos no processo.

A autora também havia solicitado tutela provisória de urgência para que o pagamento fosse imediato. Paula Becker atendeu o pedido parcialmente, determinando que o plano de saúde fosse reestabelecido devido ao tratamento pelo qual a bancária passa. Com informações da assessoria de imprensa do TRT-2. 1000537-44.2020.5.02.0083 Fonte: Conjur

Diretoria Executiva da CONTEC
_
Últimas Notícias
> Pix, TED, DOC, WhatsApp: onde reclamar se transferência der problema?
> INSS: Prova de vida deve ser feita até dezembro; fique atento ao prazo
> Caixa paga PLR ainda nesta sexta-feira (10)
> Bradesco pagará PLR no dia 20/09
> REAJUSTE SALARIAL
> Após crise com Febraban, procurador do TCU pede afastamento dos presidentes da Caixa e do BB
> Gerente do Itaú ligado a fatos que levaram à dispensa de advogada não será testemunha de banco
> Banco Mercantil vai pagar PLR e salário reajustado no dia 20 de setembro
> Empregadas da Caixa Federal recebem indenização por meio de ação do Sindicato
> Caixa e Banco do Brasil desistem de deixar a Febraban
> Em 2ª derrota no dia para o governo, Senado aprova mudança em plano de saúde de estatais
> MP da reforma trabalhista é derrubada no Senado
> Governo propõe salário mínimo de R$ 1.169 para 2022, sem aumento real
> Pacotão do emprego aprovado na Câmara fere Constituição, avalia procurador-geral do Trabalho
> Febraban desembarca do governo Bolsonaro em oposição à política econômica de Guedes

MARINEIA DE FATIMA CORREA - BANCO ITAÚ - POÇOS DE CALDAS MG 18/09
JUÇARA APARECIDA DE CASSIA VI - BANCO DO BRASIL 18/09
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio