Sindicato

Notícias
Justiça do Trabalho recebeu 7,7 mil ações, desde o início da pandemia
 
A Justiça do Trabalho recebeu mais de 7,7 mil ações trabalhistas desde o início da pandemia do novo coronavírus no país. De acordo com levantamento feito pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), os números referem-se ao período entre janeiro e maio e incluem todas as varas e tribunais do trabalho do Brasil. (Por Agência Brasil)

As principais demandas que foram ajuizadas pelos trabalhadores na primeira instância, porta de entrada da Justiça trabalhista, tratam da cobrança de verbas rescisórias que não foram pagas pelo empregador. Somente essa questão equivale a 22,9% (1,5 mil) do total de processos. Desde o início das medidas de isolamento social, muitas empresas não conseguiram manter o quadro de funcionários e fizeram demissões.

Em segundo lugar, aparecem as ações para liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representaram 12,58% das ações.

Os empregados dos setores da indústria, serviços, turismo, alimentação e comunicações foram responsáveis pela maioria das ações.

Pela distribuição de casos, a procura pela Justiça do Trabalho foi registrada em menor número no fim de janeiro e em fevereiro, mas aumentou a partir de março, quando entraram em vigor as medidas restritivas de fechamento do comércio e da indústria em diversos municípios.

Os estados que mais registraram novas ações foram Santa Catarina (1.486), Pernambuco (1.025), Rio Grande do Sul (824), Ceará (465) e Minas Gerais (448).

De acordo com o TST, mesmo com restrições ao atendimento presencial, a Justiça do Trabalho está realizando julgamentos por meio de videoconferência, com a participação dos advogados. Fonte: UOL

Diretoria Executiva da CONTEC
_
Últimas Notícias
> MPF denuncia ex-gestores dos fundos Petros, Funcef e Previ e pede reparação em triplo
> Reforma trabalhista não incide em contratos anteriores à sua vigência, diz TST
> Senado aprova MP que reduz contribuições do Sistema S e texto vai para sanção
> Presidentes de Itaú e Bradesco alertam para perigo ambiental, enquanto Bolsonaro vê desinformação
> Câmara autoriza empresa a parar de pagar acordo trabalhista até o fim do ano
> Senado Federal aprova convênio INSS/FUNCEF
> Bancário do Bradesco vai receber indenização por dano material com benefício previdenciário
> Maioria do TST vota para derrubar TR e usar índice vantajoso para trabalhadores
> Caixa retoma Processos de Seleção Interno (PSI)
> Senado aprova MP 936, mas garante jornada de 30h/semanais para bancários
> Caixa libera consulta ao valor e data de novos saques do FGTS
> Determinada reintegração de bancária do Bradesco demitida na pré-aposentadoria
> ANS encerra direção fiscal na CASSI
> Caixa prorroga data de retorno de empregados
> BB lucrou R$ 18 bi e rendeu R$ 3,4 bi para governo em 2019; por que vender?

CELSO FERREIRA - CAIXA ECONOMICA FEDERAL - POÇOS DE CALDAS MG 09/07
RAPAEL RODRIGUES PEREIRA - BANCO BRADESCO - POÇOS DE CALDAS MG 09/07
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio